Uma cadeia produtiva é o conjunto de operações interligadas que modificam a matéria-prima até que seja alcançado o objetivo final. No sistema agropecuário, a rentabilidade do negócio está diretamente relacionada à qualidade da carne bovina que chega ao mercado e essa, por sua vez, está ligada ao tratamento que o gado recebe.

Uma das maneiras de aumentar a produtividade dos animais é oferecer alimento altamente nutritivo — é nessa etapa, no início da cadeia, que o adubo orgânico para pastagens de rebanho entra, potencializando as etapas seguintes.

O uso racional dos recursos, ou seja, sem desperdícios e com aproveitamento máximo das suas características, é também uma das práticas do bom gerenciamento das fazendas lucrativas — quando não há perda de insumos, há economia. Além disso, com a crescente preocupação da população em adquirir produtos que geram pouco impacto ambiental, a inclusão dos adubos orgânicos nas forrageiras vem para solucionar um dos maiores problemas enfrentados pelos agropecuaristas: os resíduos gerados na produção.

Mas, então, como é feito o adubo orgânico para pastagens de rebanho e de que forma ele influencia todo o sistema produtivo? Quais são as suas vantagens e por que o seu uso favorece o negócio? Acompanhe a leitura do nosso artigo e entenda!

O que são adubos orgânicos?

Adubos orgânicos são um conjunto de resíduos originados por meio de material animal ou vegetal decomposto (ou em decomposição) e diferem-se dos adubos inorgânicos, que são obtidos por extração mineral ou refino do petróleo. São, portanto, cascas e bagaços de plantas, esterco e restos animais. Essa matéria é composta por elementos químicos (carbono, fósforo, potássio etc.) que são o “alimento” das plantas.

O vigor de uma planta está relacionado à luminosidade, irrigação, temperatura e à fertilidade do solo. Ou seja, quanto mais rico o solo, mais produtiva será a pastagem. O processo de reciclagem de nutrientes na natureza é lento frente a alta demanda do mercado e, por isso, a adubação é necessária para repor rapidamente os elementos no solo desgastado.

Quando se fala em agropecuária, o material que serve de base para o adubo orgânico é o esterco de aves, suínos e bovinos provenientes da indústria.

Quais são as vantagens da utilização de adubo orgânico para pastagens de rebanho?

O manejo das pastagens é uma atividade extremamente importante na pecuária e requer conhecimento. A produtividade do pasto está fortemente ligada à adubação nitrogenada (o nitrogênio é responsável pela formação de folhas vistosas), mas outros nutrientes são igualmente necessários para que a forrageira se desenvolva de forma adequada.

Os adubos orgânicos garantem esse equilíbrio e, quando comparados à fertilização química, eles são mais vantajosos, pois o seu pH é neutro e dispensa a correção da acidez do solo (causada pela aplicação continuada de adubos químicos). Além de não acidificarem o solo, os orgânicos não poluem a superfície e os cursos d’água como os sintéticos.

Uma das obrigações dos produtores é fazer o descarte correto dos resíduos gerados na sua propriedade. No entanto, muitos pecuaristas fazem a reciclagem dos restos espalhando o esterco cru (natural) nas pastagens. Porém, em grande escala, o adubo orgânico processado apresenta vantagem, pois disponibiliza com mais rapidez os elementos presentes no esterco, além de ser mais balanceado.

Por fim, por trás de todos esses benefícios apresentados, existe a vantagem econômica para o produtor. O adubo orgânico, além de ser mais barato, é mais eficaz e dispensa o uso de outros insumos (corretores de pH, por exemplo). Quando se investe em recursos mais eficientes há menos desperdício, se gera mais produtividade e, consequentemente, mais lucratividade.

Como o adubo orgânico é transformado em alimento para o gado?

A transformação do adubo orgânico em alimento para o gado é indireta. Isso significa que a adubação do solo proporciona o pleno desenvolvimento das pastagens que, por sua vez, serão oferecidas ao rebanho. O adubo é o responsável pela qualidade elevada das forrageiras que o rebanho ingere.

Cabe ressaltar que o adubo conhecido como cama de frango (composto, principalmente, de palha de arroz, serragem, esterco, penas e restos de ração) não pode ser oferecido aos bovinos como era antigamente distribuído no campo. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) proibiu o seu uso com a Normativa nº 8, por colocar em risco a saúde dos animais e da população.

Como o uso de adubos orgânicos promove a sustentabilidade?

A tecnologia está presente em todas as etapas da cadeia de produção agropecuária. Desde o melhoramento genético dos bois, o desenvolvimento de equipamentos que garantem o seu bem-estar até o manejo dos insumos oferecidos a eles, tudo é impulsionado por avanços tecnológicos.

Os resíduos gerados pela agroindústria têm um grande potencial de poluir o meio ambiente e a solução encontrada para isso é processar o montante de esterco da avicultura, suinocultura e pecuária revertendo-o em forma de adubo orgânico (processo conhecido como compostagem). Assim, o que antes era problema torna-se parte do ciclo produtivo.

Vale lembrar que o adubo orgânico para pastagens de rebanho deve ser produzido e convertido regionalmente, uma vez que longas distâncias encarecem o produto. Isso movimenta a comunidade local e diminui todos os custos (financeiros e ambientais) que envolvem o seu transporte.

É cada vez maior a preocupação da sociedade em buscar alternativas mais sustentáveis e é notável, também, a tendência em valorizar as empresas que têm um compromisso socioambiental. O produtor que almeja ter êxito no seu negócio deve investir em melhorias que garantam o uso racional dos recursos, jamais deixando de lado as questões éticas e humanitárias.

A aplicação de adubos orgânicos vem ao encontro desses princípios, visto que fazem parte da reciclagem dos elementos da cadeia produtiva e favorecem o restabelecimento da flora bacteriana e da microfauna do solo. O sistema é simples: boas práticas de manejo das pastagens elevam a qualidade do alimento dos animais o que conduz, naturalmente, à maior qualidade de seus produtos e à maior rentabilidade do negócio.

Gostou da leitura? Nosso artigo sobre adubo orgânico para pastagens de rebanho foi útil e esclarecedor para você? Então aproveite, agora, para ver as dicas que preparamos para você otimizar a produção rural e aumentar o lucro na sua propriedade!