A carne bovina brasileira está presente em mais de 150 países e exerce papel fundamental na segurança alimentar mundial. Com o constante aumento da população, a demanda por sistemas mais produtivos também dispara. Entretanto, paralelamente a isso, é cada vez maior a procura por produtos provenientes da criação de gado para carne orgânica — mais natural e respeitosa com o meio ambiente.

O fácil acesso à informação e a gradual conscientização ética e ambiental das pessoas têm aberto um mercado cujo objetivo é suprir as exigências desses consumidores preocupados com toda a linha de produção. Antes negligenciada, essa reivindicação dos compradores tem crescido, ganhado espaço e gerado oportunidades aos produtores brasileiros.

Mas o que é, exatamente, uma carne orgânica? Quais são as diferenças, vantagens e os desafios desse sistema de criação de gado? Elaboramos este artigo para responder a essas e outras perguntas. Continue conosco e descubra. Boa leitura!

Qual é o conceito de carne orgânica e por que consumi-la?

A carne orgânica é produzida a partir de um sistema de produção que tem como princípios a responsabilidade ambiental e o compromisso com a sociedade, ao mesmo tempo em que é economicamente viável. Isso significa que a carne é produzida da forma mais natural possível, visando um desenvolvimento econômico e produtivo que valorize o homem e que minimize consideravelmente os impactos ambientais.

O aspecto da carne orgânica é o mesmo das carnes bovinas convencionais encontradas em estabelecimentos comerciais. Por outro lado, devido à diferença no seu modo de produção, os consumidores têm a garantia de estarem consumindo um alimento certificado, livre de resíduos químicos e com padrão de qualidade atestado.

Como a criação de gado é feita de modo natural, com medicamentos fitoterápicos e homeopáticos, vacinas regulares e pastagem isenta de agrotóxicos, o processo de produção dessa carne assegura a ingestão de um alimento seguro e saudável.

O que significa a carne orgânica ser certificada?

Para ser considerado orgânico, um alimento precisa, obrigatoriamente, passar pelo processo de auditoria de uma certificadora como o Instituto Biodinâmico (IBD) de Inspeções e Certificações Agropecuárias e Alimentícias. Essa empresa é a maior certificadora da América Latina, a única brasileira credenciada em todos os mercados internacionais e aprovada pelo Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade Orgânica (SisOrg), regido pelo Ministério da Agricultura (MAPA).

A pecuária de corte orgânica passa por vistoria criteriosa para ter a comprovação que o seu sistema produtivo atende às exigências da legislação federal e funciona, de fato, mantendo o equilíbrio ecológico, sem o uso de agrotóxicos e com o adequado manejo dos resíduos.

Uma das prioridades dessas instituições é garantir a segurança alimentar. Por isso, a vacinação é rigorosamente monitorada para atestar o status sanitário. Como forma de prevenção de enfermidades, o gado é tratado com homeopatia, de forma sistêmica e os indivíduos rastreados. Alimentos provenientes de produção orgânica devem conter em sua embalagem o selo de certificação do SisOrg.

Quais são as diferenças entre o sistema de criação de gado tradicional e o orgânico?

No sistema convencional, a busca pela produtividade e o aumento da escala de produção é fator preponderante que proporciona os ganhos e o aumento de lucro ao produtor. Já no sistema de produção orgânico existem limitações ao aumento da produtividade.

Nele, a sustentabilidade se dá com a estabilização da produtividade, com menos uso de insumos externos e com os diferenciais e prêmios que o consumidor se dispõe a pagar, remunerando, assim, a cadeia produtiva.

Veja algumas diferenças:

Nutrição

A alimentação do gado é administrada com especial atenção. A pastagem é o alimento natural dos bovinos e o foco é oferecer uma forragem abundante e de qualidade. O rebanho recebe suplementação mineral, homeopatia, prebióticos e probióticos, além de receber suplementação proteico-energética proveniente de grãos e rações completamente livres de organismos transgênicos.

Esses alimentos têm origem certificada ou são produzidos pelos próprios produtores, de acordo com as normas das instituições. A produção de gado orgânica não utilizada uréia na suplementação, prática comum na nutrição animal convencional.

Status sanitário

O boi orgânico é rastreado desde a entrada no programa até o abate e tem registro de peso, nutrição, vacinação, eventuais enfermidades e outras informações relevantes, em fichas individuais. O tratamento dos animais é feito preferencialmente com homeopatia, fitoterápicos e probióticos, que favorecem a saúde do gado.

O objetivo é criar um animal mais saudável e resistente para que ele não apresente problemas graves. Quando ocorre algum problema sanitário, como carrapato ou mosca, a solução está no tratamento fitoterápico.

Manejo

Outra grande preocupação é quanto ao conforto animal. Dessa forma, o manejo é feito de maneira amigável e respeitosa, criando condições de bem-estar não só para o gado, mas também aos profissionais que trabalham na propriedade.

As fazendas atuam com sombreamento das pastagens e os currais são construídos em formato circular, evitando que o gado se machuque. Além disso, há a preocupação com o manejo do lixo e dos resíduos da produção, embasada nas questões ambientais e na segurança dos animais e dos funcionários.

O objetivo é assegurar que o animal tenha uma vida digna, saudável e tranquila. Esse cuidado resulta em uma criação de gado de qualidade e, consequentemente, em uma carne de categoria superior, que atende a um consumidor mais consciente.

Quais são os desafios na criação de gado orgânica?

Uma grande dificuldade enfrentada pelos pecuaristas brasileiros é encontrar os produtos utilizados na nutrição e no cuidado sanitário dos animais, uma vez que eles também precisam ser certificados. A oferta desses produtos é, às vezes, escassa e gera um obstáculo para o manejo adequado.

Na questão sanitária, a metodologia do tratamento dos animais pode ser uma adversidade, visto que o controle é rígido e o boi é isolado e vigiado individualmente (e não em conjunto com o lote). O tratamento é registrado detalhadamente e, somente após a total recuperação do animal, ele é levado novamente para o convívio do rebanho.

A maior dificuldade, no entanto, está em realizar uma mudança cultural em um sistema que já está consolidado. O sistema predominante no Brasil não leva em consideração muitos desses princípios socioambientais, pois tem como objetivo simplificar ao máximo o processo de produção.

Quais são as vantagens em adotar a criação orgânica?

À medida que a cadeia orgânica se consolida, o ecossistema todo na propriedade começa a funcionar em equilíbrio. O manejo das pastagens evita a degradação do solo e dispensa o uso de fertilizantes químicos de alta solubilidade e defensivos químicos.

Com as práticas mais racionais e o melhor tratamento, o risco de acidentes diminui, pois o gado é mais manso, sendo mantida a segurança dos funcionários. Com o baixo número de animais machucados, a rentabilidade sobe.

A grande vantagem da criação orgânica é o aumento do retorno econômico. Quem busca produtos de origem orgânica é um público seleto, exigente e muito preocupado com o que consome. É uma parcela da população que está disposta a pagar mais por essa carne e contribuir com a preservação do bioma local.

Na região do Pantanal estão localizadas a maioria das propriedades da ABPO (Associação Brasileira de Produtores Orgânicos), já que existem grandes limitações à intensificação da atividade produtiva. 

O cultivo de alimentos orgânicos no Brasil ainda é inicial e inferior a 2% da produção nacional. Entretanto, esse setor está em plena expansão, crescendo cerca de 30% ao ano e tornando-se cada vez mais popular. A proposta da criação de gado para carne orgânica é produzir de maneira menos industrial e mais racional, voltada para o cuidado e o bem-estar dos animais.

Gostou da leitura do nosso artigo? Este conteúdo foi produzido em parceria com Eduardo Afonso Santa Lucci Cruzetta, produtor de Carne Orgânica no Pantanal do Mato Grosso do Sul. 

A criação de gado orgânica parece clara para você? Então, siga nossos perfis no Facebook e Instagram, além do nosso canal no YouTube, para continuar se atualizando!