A rotina de trabalho no campo é formada por várias etapas e todas devem ser muito bem estruturadas e realizadas. Quando isso não acontece, você coloca em risco a obtenção de resultados positivos na produção rural. Portanto, é muito importante estar preparado para otimizar as atividades da propriedade e tomar atitudes precisas.

Nessas horas, muitos fazendeiros ficam presos ao tradicionalismo e não inovam em suas atividades. Consequentemente, a qualidade e o ritmo produtivo não atendem às demandas do mercado.

Com o passar dos anos, novas soluções são introduzidas e aplicadas nesse setor, mostrando como é possível conciliar o respeito a natureza e a extração do máximo da fazenda. Este post ajudará você a otimizar a produção rural e a aumentar os lucros.

Confira as nossas dicas e aproveite!

1. Pesquisar no mercado

As relações entre produtores e consumidores já não são mais as mesmas. Os clientes querem mercadorias de qualidade e você precisa atender esse desejo. Dessa forma, é fundamental conhecer as tendências do mercado.

Faça um estudo para obter informações atualizadas e que permitem a criação de um planejamento de sucesso. Além de promover a sustentabilidade, você consegue se organizar e evitar problemas.

Trabalhando com antecedência, a gestão de recursos financeiros também poderá ser aprimorada. Isso acontece porque você consegue negociar com facilidade e não precisa tomar decisões sob pressão.

A compra de insumos para a lavoura, por exemplo, deve ser realizada em tempo hábil para o plantio, buscando preços em pelo menos três fornecedores. Ou seja: quanto mais conhecimento for adquirido, melhor será o seu posicionamento no mercado.

2. Conhecer a produção da propriedade

Cada fazenda é formada por profissionais e sistemas produtivos diferentes. Embora o respeito às legislações vigentes seja uma questão em comum, existem inúmeras características que diferem as gestões do mercado.

Uma decisão pode apresentar bons resultados em uma determinada fazenda e não mostrar os mesmos números em outra gestão. Assim, é essencial conhecer muito bem todos os detalhes de sua produção rural. O produtor precisa entender o quanto é produzido por hectare.

Com isso, ele consegue comparar os seus resultados às médias nacionais ou regionais. Esses indicadores são importantes porque mostram qual é o ritmo desempenhado pelas propriedades de cada localidade no país, já que os biomas apresentam características únicas de produção de arrobas por hectare.

Ao fazer esse estudo, será possível analisar a performance de cada setor da fazenda, encontrando onde estão os gargalos e as oportunidades para crescer  como o índice de prenhez, a taxa de desmama de bezerros e a comparação de cenários entre cria, recria e terminação.

3. Ter uma ferramenta de gestão

Uma fazenda não pode ser enxergada como algo arcaico e parado no tempo. Na verdade, os fazendeiros de sucesso administram os seus negócios como empresas avançadas, que dependem do funcionamento interligado de todos os seus setores.

Tentar gerir todas as informações da produção rural manualmente é uma tarefa complicada e isso abre brechas para falhas. Nessas horas, é necessário coletar, armazenar e analisar todos os dados gerados por funcionários, equipamentos e contratos.

Por isso, você deve utilizar uma ferramenta de gestão adequada às suas necessidades, a fim de evitar o prejuízo e fomentar o lucro. Nesses momentos, a análise de resultados é facilitada e você pode encontrar falhas e desvios no caminho a ser trilhado. Monitore tudo o que acontece e esteja pronto para propor melhorias em seu planejamento.

4. Conhecer as práticas de manejo

O manejo envolve todas as técnicas utilizadas para melhorar o bem-estar dos animais e garantir a segurança e a eficiência da produção rural. Você precisa conhecer todos os seus tipos e características, como:

  • manejo nutricional: categorização dos animais por meio de dietas, a fim de alcançar maior ganho de peso;

  • manejo sanitário: uso correto de medicamentos de saúde animal, garantindo eficiência na produção rural;

  • manejo forrageiro: melhor entendimento sobre as composições e nutrientes das forragens, a fim de melhorar o nível de proteína e reduzir o custo de nutrição de matéria seca;

  • manejo racional: estudos voltados ao manejo gentil dos animais e à redução do índice de reatividade.

5. Verticalizar a produção

A verticalização da propriedade consiste em agregar valor aos produtos, dominando todas as etapas de produção. Isso significa que você deve reunir na fazenda os processos de plantio, colheita, transformação, beneficiamento, embalagem e comercialização.

Ao tomar essa atitude, você elimina intermediários, consegue elevar a qualidade da venda e concentra os lucros em suas mãos. Outro benefício desse ponto está relacionado à possibilidade de diversificar a criação e de ofertar diferentes produtos ao mercado.

6. Utilizar soluções de qualidade

O uso de novas tecnologias é uma questão que não pode ser deixada de lado por um fazendeiro de sucesso. Atualmente, drones são aplicados no monitoramento da propriedade e fornecem dados em tempo real sobre a produção rural. As máquinas agrícolas também têm sido aprimoradas e melhoram os resultados obtidos.

Além disso, é essencial contar com um fornecedor de arames de qualidade. Esses produtos fazem parte do dia a dia do trabalhador do campo e são determinantes na hora de reduzir os custos operacionais. Quem utiliza apenas o critério financeiro para comprar mercadorias não alcança os resultados que deseja.

A experiência de mercado e as metodologias adotadas pelo fornecedor ajudam na criação de produtos de ponta. Por isso, faça uma pesquisa de mercado e encontre um parceiro pronto para solucionar os seus problemas ao disponibilizar todo o suporte necessário.

Com a leitura deste post você descobriu como otimizar a produção rural com o auxílio de algumas ferramentas e mudanças. Todas as suas decisões devem ser baseadas em conceitos concretos, que condizem com a realidade da propriedade. A coleta e a análise de dados, por exemplo, são procedimentos que não podem faltar nessas horas.

Conhecer o mercado e as exigências dos clientes é indispensável também. Além do mais, fique atento para adotar novas tecnologias e impulsionar a qualidade do ritmo produtivo no campo.

O que você achou do conteúdo? Gostaria de aprender ainda mais sobre outros assuntos importantes para o êxito na fazenda? Então descubra como a integração lavoura e pecuária traz melhores resultados para as propriedades!